Gesso acartonado: conheça essa opção flexível e econômica

gesso acartonado

Reduzir os custos da obra tende a ser uma das missões mais desafiadoras para quem é responsável pelo projeto, não é mesmo? Felizmente, algumas opções de materiais — como o gesso acartonado — podem contribuir bastante nesse sentido, além de oferecer novas alternativas à construção como um todo.

Para que você saiba mais a respeito do tema, preparamos este conteúdo com base na nossa conversa com o especialista Otávio Nascimento. Ao longo do texto, você entenderá no que consiste o gesso acartonado, quais benefícios a sua utilização proporciona e para quais aplicações ele é indicado. Confira!

O que é o gesso acartonado?

Para produzir este artigo, conversamos com Otávio Nascimento, que é especialista no assunto. Além de ser engenheiro e professor, ele atua como diretor da CONSULTARE — empresa que, desde 1991, presta serviços relacionados a consultorias técnicas, análises de projetos e desempenho ligados às normas regulamentadoras.

De acordo com ele, esse modelo também é conhecido no Brasil como drywall, que é uma parede feita toda a seco. A madeira, por exemplo, seria um drywall, mas, no território brasileiro, esse nome acabou sendo atribuído ao gesso acartonado.

Em poucas palavras, trata-se de um sistema construtivo, usado nos Estados Unidos há mais de um século. Quando começou a ser utilizado em projetos brasileiros, houve certa resistência devido à cultura local, visto que a técnica passa uma falsa impressão de fragilidade aos usuários.

Segundo Otávio, a indústria americana migrou do concreto para o gesso acartonado há setenta anos, aproximadamente — a técnica é popular em terras norte-americanas assim como a alvenaria faz sucesso por aqui. A indústria brasileira, tal qual as de outros países, demorou para superar a questão cultural e aplicar o sistema.

Hoje em dia, existem técnicas e normas suficientes para fazer um produto melhor do que o produzido por meio da alvenaria convencional. Ou seja, grandes desafios e processos da construção civil são solucionados com gesso acartonado. 

Otávio aponta que, na área comercial, por exemplo, ele já está presente na maioria das obras — nas regiões de São Paulo e de Brasília, a alvenaria já foi substituída em boa parte dos projetos. Segundo o engenheiro, ao entrar em um apartamento de gesso acartonado, é praticamente impossível distingui-lo da alvenaria. Por meio das normas, a técnica oferece todos os requisitos de segurança, assim como de conforto térmico e acústico, porque tem premissas da mesma intensidade que as da alvenaria.

Como funciona a estrutura do gesso acartonado?

Sua estrutura é composta de perfis metálicos, finos e galvanizados, conhecidos como montantes e guias. Eles devem ser espaçados a partir de uma orientação técnica correta. Quando começou o uso do gesso acartonado no Brasil, não havia a preocupação necessária com essa distância, o que deixava a placa frágil.

Por isso, os perfis precisam estar devidamente dimensionados. Seguir os catálogos dos fabricantes também é importante para que a estrutura fique bastante durável e não enfrente problemas de corrosão.

Quais são os diferentes tipos de gesso acartonado?

Segundo Otávio, existem diferentes tipos de placas, embora o sistema seja sempre o mesmo — tudo depende, é claro, das condições do projeto. Quando há muita umidade, é indicado usar a placa verde, que se chama RU e tem boa resistência. Ao fazer uma parede de tijolo em regiões úmidas demais, há a necessidade de impermeabilizar, inserir cerâmica e tomar uma série de cuidados.

O especialista ainda explica que a impermeabilização carece das mesmas proteções da parede. Ou seja, cabe à engenharia fazer o processo como um todo e não apenas usar a placa verde. A placa branca, por sua vez, é voltada ao uso interno, em áreas secas, como a divisão entre quartos e salas. A placa rosa é pensada para a proteção contra incêndio.

Em áreas com maior intensidade, há a placa cimentícia que faz parte da placa de gesso. Ela resiste mais ao impacto e aos meios externos. Não à toa, pode ser colocada do lado de fora para fazer vedações e ajudar na passagem de carga pelas paredes. Existe, ainda, um processo de gesso acartonado estrutural chamado steel frame, ideal para o trabalho com cargas.

Por que o gesso acartonado é uma boa escolha?

De forma abrangente, a utilização do gesso acartonado impacta de maneira positiva a produtividade da obra. Otávio relata que a economia de tempo na construção chega a 80% em comparação à alvenaria convencional. 

O gasto com todos os outros recursos diminui — utiliza-se menos argamassa e não é preciso fazer tantos processos molhados, comuns no contexto convencional. Os riscos envolvidos também são menores, além de ser uma técnica que permite mensurar os resultados com alguma facilidade. A flexibilidade de layout arquitetônico é outra vantagem proporcionada por esse sistema construtivo.

Em alguns projetos, ele é imprescindível. Para exemplificar essa questão, Otávio menciona os cinemas, nos quais há uma retenção de noventa e cinco decibéis, algo que não seria possível com o uso da alvenaria.

O domínio sobre os materiais é maior, facilitando processos arquitetônicos e estéticos, como frisos, nichos e forros rebaixados. Além disso, o gesso é submetido aos mesmos testes da alvenaria convencional, o que desmente o ponto da suposta fragilidade do sistema.

O que é preciso observar antes de começar uma obra com gesso acartonado? 

O gesso acartonado pode estar presente no projeto inicial, ainda na parte de arquitetura. Para que a obra alcance a excelência, é indicado diminuir as vigas e a fundação em função do carregamento que não será trazido pelas alvenarias, porque o gesso acartonado é mais leve. Portanto, ocorre uma redução estrutural.

Os principais cuidados estão associados à execução do gesso acartonado e aos equipamentos adequados, como medidas precisas obtidas por meio do laser e pela separação das alvenarias. Os responsáveis pela mão de obra também precisam ter alguma experiência com a técnica — não basta adquirir os materiais necessários. A manutenção é rápida, simples e pouco frequente.

Enfim, é inegável que a técnica do gesso acartonado é uma excelente escolha para diversas ocasiões. Tomando os cuidados necessários e contando com bons materiais, os resultados tendem a ser ainda melhores.

Se você gostou do conteúdo, entenda agora mesmo como o planejamento de obras pode ser otimizado!

Powered by Rock Convert
Deixe um comentário