O que é alvenaria de vedação e como minimizar problemas?

Guia completo sobre aplicação de fibras de aço na construção civilPowered by Rock Convert

As tecnologias construtivas passaram por inúmeras mudanças ao longo dos anos. Os primeiros tipos eram simples e visavam apenas a proteção das pessoas. Com o passar do tempo, a construção civil foi ganhando força e novas estruturas. Hoje em dia, é possível encontrar edificações que superam os limites da imaginação.

A atuação de um engenheiro civil é muito importante nessas horas. O profissional deve utilizar o que há de mais moderno, sempre buscando a segurança dos futuros usuários e a qualidade da obra. São vários os conceitos que não podem ser deixados de lado, e o de alvenaria de vedação é um deles.

Muitos ainda não conhecem todas as características dessa metodologia construtiva e, por isso, podem não alcançar os objetivos que desejam. O uso incorreto de materiais causa sérias consequências, como o aparecimento de fissuras. Por isso, é preciso ficar atento para tomar decisões que não estourem o orçamento e, ao mesmo tempo, garantam a qualidade da obra.

Este post vai apresentar uma discussão técnica acerca de alvenarias de vedação. Nele, você também vai descobrir quais são os pontos críticos deste elemento construtivo. Acompanhe!

O que é alvenaria de vedação?

É um sistema de construção em que os blocos têm a função de fechar uma estrutura e fazer a divisão entre os cômodos. Na alvenaria de vedação, as paredes suportam apenas o próprio peso e as cargas das janelas e portas instaladas. Dessa forma, as vigas e lajes ficam responsáveis por suportar as solicitações verticais e horizontais, direcionando-as para a fundação.

Nesse tipo de construção, as paredes formam um elemento rígido, devido à altura. Ao mesmo tempo, apresentam grande fragilidade, por terem baixa capacidade de deformação e de absorção dos esforços de tração.

Outra questão muito importante está relacionada ao isolamento térmico e acústico. Os moradores de uma residência precisam de conforto e comodidade, certo? Mas o uso de técnicas e materiais inapropriados coloca em risco a performance da alvenaria de vedação.

Hoje em dia, a NBR 15.575 (Edificações Habitacionais — Desempenho) determina os parâmetros mínimos para realização de obras com alvenaria de vedação. Assim, os materiais utilizados nessas situações devem atender aos requisitos estipulados. São eles:

  • blocos cerâmicos;
  • blocos de cimento;
  • argamassa.

Como evitar problemas?

Assim como nas outras práticas de construções, existem certos cuidados que não podem ser esquecidos. As vedações demandam algum grau de flexibilidade para acompanhar as deformações das lajes e vigas. Quando isso não acontece, elas se opõem ao movimento e funcionam como elementos de contraventamento. É aí que aparecem as trincas e as fissuras, os problemas mais comuns nesse caso.

É por esse motivo que a argamassa de assentamento tem papel fundamental. Ela é utilizada para conferir resiliência e articular toda a estrutura formada pelos blocos. Assim, atinge-se a deformabilidade necessária, sem que o comportamento da edificação seja modificado.

Infelizmente, a alvenaria de vedação não oferece opções de dimensionamento, pois há um elevado grau de complexidade para o comportamento das paredes, o que dificulta a sua compreensão.

Na maioria dos casos, a execução da alvenaria de vedação segue a experiência da equipe do canteiro, situação que abre brecha para falhas e problemas. A falta de conhecimento por parte dos trabalhadores pode, inclusive, colocar o sucesso da obra em risco. Essa é uma questão que os construtores devem tratar com cuidado.

Atualmente, existem várias opções para quem deseja melhorar a performance de uma parede de vedação. Você pode, por exemplo, utilizar uma pequena treliça plana galvanizada, produzida pela Belgo Bekaert.

Essa armadura pré-fabricada é aplicada na argamassa horizontalmente, unindo os blocos e proporcionando mais resistência e segurança, o que pode minimizar o surgimento de fissuras. Com a utilização desse material, as atividades também tornam-se mais ágeis e o cumprimento do prazo de entrega fica mais acessível.

Existem outros tipos de alvenaria?

O desenvolvimento tecnológico cria novas opções para a construção de casas, de arranha-céus e de verdadeiras obras de arte da engenharia. Fazendo um bom planejamento e utilizando as ferramentas corretas, um engenheiro consegue vencer as adversidades impostas pela natureza e realizar trabalhos incríveis.

Com o decorrer dos anos, a alvenaria de vedação passou por algumas transformações. A alvenaria estrutural, por exemplo, é hoje uma opção construtiva que depende de um projeto bem detalhado e planejado. Trata-se de uma metodologia racionalizada, que absorve todo o carregamento da estrutura e ainda tem a função de dividir os ambientes.

Optando por esse método, elimina-se a necessidade de executar vigas e pilares de concreto no canteiro, o que pode aliviar o orçamento.

A alvenaria estrutural é capaz de sustentar edifícios de 3 a 20 pavimentos. Contudo, não permite alterações no projeto inicial. Cada parede é dimensionada para suportar determinada carga, o que elimina a possibilidade de reformas e mudanças na disposição dos ambientes.

Esse tipo de construção também não permite a presença de grandes vãos e não se aplica a prédios com fachadas em vidro. A passagem das instalações elétricas e hidráulicas deve ser realizada com blocos específicos, pois fazer qualquer corte na estrutura que não estava previsto no projeto pode comprometer a distribuição de cargas pelas paredes.

A rotina de trabalho de um engenheiro civil é repleta de desafios e obstáculos. Acompanhar as novidades do mercado, manter o aprendizado contínuo e adotar novas tecnologias no canteiro são apenas alguns de seus principais deveres. Todos os cuidados são necessários para realizar obras que fiquem dentro do orçamento e que atendam às demandas do mercado.

Ao conhecer a alvenaria de vedação, você está pronto para exercer um trabalho de qualidade, que considera a segurança dos operários e dos usuários da estrutura.

Em pleno século 21, não é mais admissível utilizar técnicas obsoletas, sem parâmetros numéricos e sistêmicos. Todos os tipos de alvenaria devem ser tratados com um elevado padrão de projeto e execução e, claro, a partir do uso correto de materiais.

Faça um controle rígido na execução das alvenarias e evite o retrabalho e o desperdício em sua gestão. Esses pontos ajudam na preservação do meio ambiente e reduzem as despesas financeiras.

Tenha em mente que é fundamental contar com um fornecedor de confiança e com grande experiência de mercado. Faça pesquisas e encontre um parceiro pronto para oferecer uma linha completa de produtos destinados à construção civil.

Quer continuar aprendendo sobre os conceitos mais importantes para o sucesso no mercado? Basta assinar a newsletter e ficar por dentro dos nossos lançamentos!

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.