Quais os tipos de arame AGRO mais indicados para cercamento de gado?

  • Home
  • Pecuária
  • Quais os tipos de arame AGRO mais indicados para cercamento de gado?
Quais os tipos de arame AGRO mais indicados para cercamento de gado?

Você já entrou em uma loja de produtos agrícolas com o objetivo de procurar os melhores tipos de arame? Quais são, de fato, as opções mais adequadas para o cercamento de gado? Afinal, existem critérios a serem considerados antes de se fazer uma instalação de cerca?

Levando esses questionamentos em consideração, elaboramos este artigo. Durante a leitura, você entenderá quais são os materiais mais apropriados para essa finalidade e como essa escolha deve ser feita. Vamos lá?

O arame de cercamento interfere na produção do gado bovino?

A fim de tratar o tema com bastante profundidade, conversamos com Renato Jaquetto, que é analista de mercado agropecuário na Belgo Bekaert — empresa com mais de 50 anos de experiência no setor.

De acordo com o especialista, é necessário, antes de tudo, “considerar a importância da cerca como um delimitador de área, porque ela divide uma área da propriedade e mantém os animais dentro desse espaço, evitando conflitos entre eles, que podem ser muito prejudiciais em termos de produtividade”. Ainda no quesito produtivo, não podemos deixar de ponderar que a divisão de um pasto tende a melhorar a coleta do capim.

“Em uma fazenda de pecuária, tanto nas de corte quanto nas de leite, o intuito é plantar capim e ‘colher’ proteína. Desse modo, quanto melhor for a colheita dessa capineira, melhor será o resultado. Portanto, quando colocamos a cerca e dividimos essa área, conseguimos colocar os animais exatamente onde queremos que pastejem, tendo um melhor aproveitamento do espaço”, aponta o analista.

Também é importante lembrar que a cerca é um dos principais investimentos de uma propriedade. Para colocar 1 km de cerca de arame liso — em uma situação de terreno plano e com poucas curvas — o valor aplicado ficaria entre R$ 8 mil e R$ 10 mil, dependendo do material utilizado. Trata-se, portanto, de um custo muito importante para o produtor.

De acordo com Jaquetto, “segundo a localização e o custo do hectare de uma propriedade, a cerca chega a representar algo em torno de 5% do investimento total”. Por conta disso, ela deve ser feita de forma que você consiga aliar a economia financeira a um ótimo nível de eficiência, tendo em vista o quanto ela pode interferir na qualidade da produção.

Quais são os tipos de arame mais indicados em cada situação?

“Antes de escolher qual tipo de arame será utilizado, é imprescindível fazer algumas considerações sobre a instalação da cerca”, pontua Renato. Afinal, os diferentes tipos de arames e outros materiais utilizados podem se adequar mais ou menos a determinadas situações.

“O tipo de terreno influencia na escolha, devido à quantidade de madeira e esticadores usados em uma cerca. Por exemplo: com uma cerca de arame liso, é necessário fazer uma estrutura de esticador, uma estrutura de palanque com madeiras mais grossas e uma estrutura mais rígida. Consequentemente, ela é mais cara tanto do ponto de vista do material quanto em relação à mão de obra.”

Em uma área muito quebrada, repleta de desvios — de aclive, de declive ou de direção —, é necessário colocar uma quantidade maior de esticadores, o que pode encarecer o custo da cerca. Nesse caso, “é indicado recorrer a outros tipos de cerca, como o arame farpado ou a cerca elétrica”, explica o especialista.

Em contrapartida, segundo Jaquetto, “em uma região plana, com poucas alterações de direção, é mais vantajoso usar o arame liso. Com ele, é possível estabelecer uma distância maior entre os esticadores e as madeiras intermediárias, gerando uma economia de investimento”.

Quando vale a pena usar a cerca elétrica?

A cerca elétrica é, na atualidade, a mais barata para ser construída, por conta das estruturas mais finas que ela requer. Para montá-la, utiliza-se uma madeira menos espessa, já que serão apenas três fios tracionando. Com uma tração menor, é possível fazer menos força nesses esticadores, a partir de uma estrutura mais leve.

Além disso, há como aumentar a distância entre os postes intermediários, deixando uma distância de até 30 metros entre um poste e outro. “O que vai segurar o animal dentro do pasto é o choque — ao encostar na cerca, ele não força e acaba se afastando. A cerca elétrica geralmente é indicada para cercamentos que estão dentro da propriedade e para fazer a divisão de pastos, por exemplo”, argumenta Renato.

Cercar a propriedade com material elétrico não é uma boa alternativa. A distância entre os esticadores pode ser prejudicial para a produtividade caso algum gado fique encurralado, criando um custo extra de manutenção. A fuga de animais também pode ser maior quando comparada à cerca tradicional de arame liso ou farpado.

Quais são os riscos da utilização de arames de má qualidade?

Um dos fatores que mais chamam a atenção nesse sentido é a segurança. Afinal, caso uma cerca de beira de estrada arrebente e algum animal fuja, isso pode ocasionar acidentes na pista.

Por conta disso, a instalação correta de materiais de qualidade é fundamental. Também é preciso ficar de olho na capacidade de resistência que os materiais apresentam. O arame farpado Motto, por exemplo, aguenta uma carga de até 350 kg. Entre os lisos, é válido destacar os modelos Belgo Z-700 e Belgo ZZ-700 Bezinal, que suportam 700 kg de carga de ruptura.

Arames de má qualidade também podem originar gastos mais significativos com a manutenção. Com a utilização de um material que não preza pela excelência, a vida útil da cerca diminui consideravelmente e um dos maiores custos do cercamento é justamente a mão de obra periódica. Ao colocar um arame precário, a frequência de manutenções tende a ser maior, o que acaba encarecendo o processo.

“A vida útil de uma cerca é muito variável e depende muito da forma como ela foi construída, dos materiais que foram utilizados e da região onde ela se encontra. Para exemplificar: o eucalipto, um material comumente usado para fazer os postes, dura entre 15 e 20 anos”, esclarece Jaquetto.

Construindo uma cerca:
Quais os tipos de arame AGRO mais indicados para cercamento de gado?

Enfim, seja para cercar a sua propriedade, seja para fazer uma criação específica — por exemplo, usando o confinamento —, é de suma importância escolher os tipos de arame mais adequados para cada finalidade.

Se você gostou do texto, aproveite para relatar sua opinião e eventuais dúvidas nos comentários!

Powered by Rock Convert
Deixe um comentário