Gestão de estoque: qual a forma correta de estocagem de produtos agrícolas?

Gestão de estoque: qual a forma correta de estocagem de produtos agrícolas?

A gestão de estoque é uma das ações que requer maior cuidado na administração de uma loja agrícola. Ela é estratégica para conquistar e fidelizar a clientela. Afinal, como se destacar no mercado se o consumidor precisa de produtos que você não tem disponíveis? A falta de um insumo faz com que você perca espaço para a concorrência.

Mas o excesso de estoque também é um problema. Ter produtos guardados significa dinheiro parado. Por isso, é um desafio gerenciar esse fator da melhor forma.

Como evitar o desperdício de capital ao mesmo tempo em que garante a satisfação das necessidades dos clientes? Veja as dicas que trouxemos sobre o tema!

Registre todos os materiais que entram na loja

Essa é a atitude básica na gestão de estoque. Você precisa sempre acompanhar de perto a entrada e saída dos produtos. Isso previne erros, como comprar mais de um equipamento que ainda está guardado e se esquecer de adquirir outros que já estão acabando.

Lembre-se de que estoque é dinheiro. O que você vê nas suas prateleiras é uma parte significativa do seu capital. Valores que faltam para realizar pagamentos ou aproveitar boas oportunidades podem estar sendo desperdiçados assim. Portanto, ter um bom controle é indispensável.

Sem um registro adequado, até uma promoção no fornecedor pode ser prejudicial. Imagine um proprietário que investiu um grande valor para aproveitar preços melhores, mas não se preparou em relação ao estoque? Muitas dificuldades podem ocorrer, como não conseguir armazenar todos os produtos, ficar com dinheiro parado por mais tempo ou até mesmo perder a validade dos insumos.

Percebe como a gestão de estoque vai muito além de avaliar o preço dos produtos? É preciso saber quando aumentar ou reduzir as compras. E isso só se torna possível se você mantém o registro das compras e vendas atualizado corretamente.

Guardar os materiais também requer muito cuidado. Se você não tiver atenção suficiente, pode enfrentar problemas e ter prejuízo. Portanto, procure conhecer as necessidades de cada produto e tome as precauções devidas no armazenamento — deixando, por exemplo, adubos e outros produtos longe de arames.

Analise quais produtos possuem maior saída

Esse é outro cuidado essencial para evitar perdas financeiras. Uma loja sempre tem equipamentos que são vendidos mais rapidamente enquanto outros podem passar dias, semanas ou até meses armazenados. Isso não é necessariamente um problema, desde que você saiba administrar as particularidades.

A orientação é conhecer exatamente o prazo médio de venda de cada produto. Assim, você consegue administrar bem a compra. Ter dez volumes de um insumo, por exemplo, nem sempre significa que você precisa fazer um pedido urgente ao fornecedor. Se for um produto de baixa saída, esse estoque ainda dura um tempo considerável.

Além de administrar esses prazos, o proprietário da loja precisa ficar de olho no vencimento dos produtos. Ter um controle das datas é fundamental para evitar problemas. Essa estratégia se chama saneamento do estoque e permite que você lance campanhas de propaganda ou promoções para facilitar o escoamento dos materiais acumulados.

Por exemplo, é possível dar bons descontos no preço de insumos com baixa saída ou preparar campanhas de vendas combinadas, diminuindo o valor desse produto na compra de outros. Dessa forma, você não só gere o seu estoque, como também chama a atenção dos consumidores, além de, claro, aumentar as vendas.

Considere o ciclo produtivo da agropecuária ao montar o estoque

Outra dica para evitar prejuízos no armazenamento dos produtos é conhecer as particularidades do mercado de fornecedores e consumidores. Considerar o ciclo produtivo é fundamental para fazer compras estratégicas e aproveitar a sazonalidade das vendas. Se você não leva em conta essas características, pode acabar enchendo o estoque com coisas pouco procuradas.

Informações básicas, como a identificação do período de entressafra, são essenciais. Nessa época, já é esperado que a compra de sementes, adubos, inseticidas e outros materiais ligados à plantação diminua muito. Sabendo disso, você pode se preparar para não adquirir esses produtos para o estoque.

Conhecer a cultura da região onde você monta sua loja também é importante. A forma de lidar com tarefas da agropecuária pode ser diferente de um local para outro. Para garantir um bom atendimento à clientela, vale a pena observar seus hábitos e se adaptar a eles.

Feche parcerias com os fornecedores

O ideal é que o fornecedor não seja visto apenas como a empresa em que você realiza suas compras. No mercado comercial, estabelecer boas relações é uma estratégia interessante. Se o lojista olha apenas para o preço dos produtos, por exemplo, pode resolver comprar em um local diferente a cada necessidade.

Quando se faz isso, fica mais difícil conseguir vantagens. Afinal, não há um relacionamento. Se, de forma contrária, o proprietário da loja investe em parcerias, tanto ele quanto o fornecedor saem ganhando. É possível trabalhar com preços mais competitivos por conta da fidelização, além de combinar benefícios, como trocas de produtos em estoque.

Uma boa dica nesse ponto é negociar a divisão das entregas. Muitos lojistas não podem realizar grandes compras de uma vez, por não terem boas condições de armazenamento. Quando existe uma parceria com o fornecedor, é possível combinar entregas regulares — ele leva os produtos semanalmente, por exemplo, não exigindo tanto do espaço físico na loja.

Utilize um software de gestão de estoque

Por fim, vale a pena conhecer as soluções tecnológicas aplicadas ao comércio. Você sabia que já existem programas de computador que ajudam o lojista a gerir seu estoque? A automação de tarefas é uma tendência nos últimos anos e tem ajudado a economizar muito tempo, que pode ser dedicado a outras atividades.

Assim, as horas que você gastaria em anotações e análises podem ser muito reduzidas com a ajuda de um software. Isso gera também segurança, pois se torna bem mais difícil cometer erros no registro. Além disso, o programa apresenta uma série de facilidades na hora de avaliar as informações e tomar decisões.

Existem vários softwares disponíveis para lojas agrícolas. É possível também encomendar um programa personalizado com algum profissional que trabalhe com automação. Seja qual for a sua escolha, sem dúvidas, a tecnologia vai tornar seu cotidiano de trabalho mais fácil.

Essas foram nossas dicas para realizar a gestão de estoque de maneira segura e eficiente. Como você viu, as orientações podem diminuir muito o risco de prejuízo e aumentar a circulação de dinheiro na sua loja. Coloque-as em prática agora mesmo!

E então, o que achou do post sobre gestão de estoque? Quer compartilhar sua opinião ou alguma dúvida? Deixe um comentário logo abaixo!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.